Pular para o conteúdo
Frete grátis nas compras a partir de R$ 249 🔥

Sexo anal: como sentir prazer sem desconforto

A seguir, dicas para todos os gêneros para explorar a região anal com a parceria 

por Amanda Grecco

Tudo começa com toques e carícias suaves: genitálias, coxas… até chegar no ânus. Dedos são inseridos com gentileza enquanto a outra mão massageia o clitóris, o pênis ou onde mais der prazer. Se você tem vontade de fazer sexo anal, saiba que existem táticas para sentir apenas prazer e nenhuma dor.

Ter e dar prazer anal com dildos, dedos, língua e o que mais for seguro pode ser uma boa estratégia para testar novos caminhos para a intimidade, mas existem algumas técnicas que podem facilitar o processo e deixar a situação mais confortável para todos os gêneros. São elas:


  • Sempre deixe a outra pessoa saber que você tem interesse em dar ou receber prazer anal;
  • Nunca alterne a penetração anal pela vaginal sem trocar o preservativo;
  • Mantenha uma alimentação saudável para conseguir evacuar ao menos 1 vez por dia;
  • Evite leguminosas e outras comidas que podem causar fermentação antes do sexo;
  • Introduza um dedo com lubrificante antes do sexo para limpar o canal do ânus e deixar a penetração mais confortável;
  • Caso queira fazer a limpeza interna, use apenas 200 ml de água por vez e faça até 3 vezes;
  • Lubrifique o ânus para ter uma experiência mais confortável;
  • Vá inserindo o órgão da parceria aos poucos, delicadamente; 
  • Trabalhe a comunicação o tempo todo. É importante estar alinhado o conectado com a parceria; 
  • Evite o óleo de coco e lubrificantes à base de petróleo, pois podem causar o rompimento do preservativo.

A ginecologista e sexóloga Michelle Sampaio explica que qualquer tema relacionado ao sexo pode gerar desconforto e tabu, mas que o sexo anal é um dos principais deles. Entretanto, é fundamental conversar sobre os seus desejos com quem você terá uma relação. “O orgasmo é sempre uma experiência subjetiva, e a sensação de intensidade também pode estar relacionada ao quanto consideramos tal prática sexual como excitante para nós”.

E é mesmo! O Relatório de Prazer da OMGYES entrevistou mais de 3.000 mulheres que fazem sexo anal e descobriu que, para 30% delas, a estimulação anal torna os orgasmos mais intensos, sendo que 18% acreditam que o jogo anal “parece profundamente íntimo e emocional”.

Michelle explica que existem pessoas que realmente não gostam e não querem fazer, e que isso também precisa ser respeitado, mas deixa a dica: “Independentemente de quais forem, novas formas de estimulação sexual podem gerar intimidade e conexão entre o casal, tornando o sexo muuuuito mais prazeroso”.

anterior
próxima