Pular para o conteúdo
Frete grátis nas compras a partir de R$ 249 🔥

O que é ser demissexual? Entenda mais sobre o termo

Sabia que, em 2022, a palavra demissexual esteve na lista de termos mais buscados no Google?

O assunto passou a ganhar ainda mais notoriedade quando famosas como Iza e Gio Ewbank comentaram que se identificam como pessoas da comunidade. 

Basicamente, ser demissexual significa que a pessoa se atrai sexualmente por alguém a partir do momento que sente uma conexão emocional, confiança e intimidade com alguém.

Ou seja, são pessoas que, geralmente, não sentem uma atração sexual no momento em que conhecem outra ou que se baseiam somente na aparência física.

"Não tem a ver com atração pelo tipo físico ou pelas possibilidades sexuais que apresentam. Tem a ver como me conecto com a outra pessoa. Por exemplo, uma pessoa pode se sentir atraída intelectualmente por alguém, ter uma admiração muito profunda, mas em todos os casos, a conexão com ainda vem primeiro", explica Lulu Lovelight, educadore sexual e fototerapeuta.


Qual a relação entre demissexualidade e assexualidade?

A orientação sexual trata-se da forma como uma pessoa vivencia suas relações afetivas e sexuais. Quando falamos da demissexualidade, ela caracteriza um espectro da assexualidade, com um porém: o desejo sexual só aparece caso exista uma conexão emocional antes de mais nada. 

Lembrando que pessoas assexuais são aquelas que não gostam, não querem e/ou não sentem nenhuma necessidade de fazer sexo, e pode ser usado como um termo "guarda-chuva", pois envolve um espectro onde diversas nuances de sub-orientações.

"É um espectro que se encaixa na assexualidade, na letra A da sigla LGBTQIAPN+ e vem para visibilizar as pessoas assexuais", complementa Lulu.

Pessoas demissexuais tendem a desenvolver a atração sexual uma vez que se sentem conectadas emocionalmente com a outra, portanto elas também podem ser hétero, homo, bi ou pansexuais. Ou seja, é possível se identificar com outras orientações simultaneamente.

"Frequentemente utilizam esses prefixos antes de -romântico para designar por quem se atraem afetivamente, como 'assexual heteroromântique' (alguém que não sente atração sexual e se relaciona afetivamente com pessoas do gênero oposto), ou demi/pansexual (se atrai sexualmente independentemente do gênero, porém é necessário se conectar primeiro para sentir atração sexual)", detalha Lu.

Quais são as características comuns da demissexualidade?

Segundo Lu Lovelight, é possível elencar alguns exemplos, como:

- Não costumam gostar de sexo casual ou estar em relações “sexo por sexo”.
- O sentido de afeto e conexão são essenciais e antecedem o interesse por trocas sexuais.
- Preferem ir com calma e conhecer bem a pessoa antes de querer se relacionar, tanto afetiva quanto sexualmente.

Pessoas que se identificam com o espectro - ou que estão no processo de - podem enfrentar certos tabus e olhares confusos ao falar sobre o tema, mas é válido ressaltar que a sexualidade é fluída, potente e existem várias formas de manifestá-la.

Buscar informações, profissionais da área da psicologia e terapia sexual, trocar conhecimento com pessoas que também se identificam são apenas alguns dos caminhos para se conectar com seu eu-sexual. Que tal naturalizar o nosso processo de viver o prazer?

anterior
próxima